Thursday, 28 February 2013

Tell me a story #2

O segundo post da rubrica "Tell me a story" desta vez com a já conhecida Carrie Vaughn e João Barreiros! Só para não dizerem que não há diversidade, seus malandros!





It's the same old story
Carrie Vaughn

Here she takes us into Kitty’s world for a poignant look at how you don’t abandon old friends, even if—or maybe especially if—you’re immortal.

Talvez por ser um conto solto, sem um tema muito rígido, Vaughn sai-se bem melhor neste no que na antologia dos Mad scientists. O conto tem princípio, meio e fim e ainda consegue expor bastante informação através do show, que envolve o leitor. A moral da história é um pouco estragada neste excerto que faz parte da introdução, pois no fundo o conto é apenas sobre isso. A amizade entre uma humana e um vampiro, sem cair em clichés, nem sentimantalismos exagerados. O conto carece de twists e alguma depth, mas nem por isso a leitura é afectada.



Lançada hoje, a Dagon nº 6 tem o grande final esperado do conto "Um dia com Júlia na Necrosfera".

Um dia com Júlia na Necrosfera
João Barreiros



A primeira parte é muito boa! Das poucas vezes em que consegui acompanhar tudo direitinho, visualizar, sentir os cheiros, o clima infernal do conto. Mas a segunda parte foi um misto de emoções. Primeiro porque colocou infodump em diálogos (buuuuu, non gusta! Depois daquele início lindo, say no to infodump - e isto até é algo que o Barreiros não costuma fazer), segundo porque o fim acompanha o ritmo da primeira parte e é tudo o que podemos querer na prosa do Barreiros - um twist dark e inteligente! Mesmo assim nota-se uma quebra da primeira parte para a segunda, sendo que a primeira é caracterizada por acção e show e o segundo um misto de show e tell que retira o encanto da primeira parte.

No comments:

Post a Comment